A empresa IonQ, líder na indústria da computação quântica, apresentou dois novos sistemas: IonQ Forte Enterprise e IonQ Tempo. Estas soluções foram desenvolvidas para serem integradas na infraestrutura existente, permitindo que empresas e governos aproveitem o poder da computação quântica diretamente de seus centros de dados, tornando essa tecnologia mais acessível e aplicável a fluxos de trabalho e processos chave.

IonQ Forte Enterprise, com um desempenho alvo de AQ 35, se tornará o computador quântico comercialmente disponível mais poderoso do mundo. É especialmente projetado para problemas computacionais complexos, como otimização de processos, aprendizado de máquina quântico, análise de correlação e reconhecimento de padrões. Com seu formato compacto, o Forte Enterprise pode ser facilmente implantado nas infraestruturas existentes dos centros de dados.

Por outro lado, o IonQ Tempo, baseado no esperado sistema de qualidade empresarial AQ 64, fornecerá um valor significativo para casos de uso exigentes. Um sistema Tempo oferecerá um poder computacional que superará o que pode ser simulado com computadores clássicos e GPUs, proporcionando um espaço computacional 536 milhões de vezes maior do que até mesmo o IonQ Forte Enterprise.

Durante o anúncio, a IonQ também apresentou seu roteiro técnico, detalhando como planeja alcançar seus objetivos empresariais e técnicos. Mais informações são esperadas para serem reveladas em um próximo webinar em outubro.

Peter Chapman, CEO e presidente da IonQ, afirmou que, ao integrar a tecnologia quântica com o hardware existente nos centros de dados, a IonQ tem como objetivo tornar a computação quântica mais acessível e abrir caminho para sua adoção generalizada como a ferramenta padrão para lidar com os problemas mais desafiadores do mundo.

Esses recentes anúncios da IonQ seguem um ano de sucesso para a empresa, durante o qual assinou contratos com a QuantumBasel para estabelecer um centro de dados quânticos na Europa e colaborou em projetos de pesquisa com parceiros globais.

Fontes:
– IonQ (https://ionq.com/)
– Comunicado de imprensa da IonQ
– Artigo Fonte: TechRepublic