Phil Spencer, líder da Xbox, expressou interesse em adquirir a Nintendo antes das aquisições da ZeniMax Media e da Activision Blizzard, segundo documentos confidenciais revelados durante o julgamento entre a Microsoft e a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos.

Em um e-mail, Spencer mencionou que a Nintendo era o principal ativo para a Microsoft e que teria tido conversas com a equipe de liderança da empresa japonesa sobre uma possível colaboração mais estreita. No entanto, ele afirmou que uma compra imediata não era viável, devido ao fato de a Nintendo possuir uma grande quantidade de dinheiro e não demonstrar interesse em expandir sua participação de mercado.

Embora a aquisição não tenha se concretizado, Spencer mencionou que estava aberto a estabelecer uma relação mais direta com a Nintendo no futuro. Além disso, foi revelado que a Microsoft também considerou a possibilidade de adquirir a Valve e debateu entre comprar a ZeniMax Media ou a Warner Brothers Interactive.

A avaliação de mercado da Nintendo encerrou o ano de 2020 com mais de $76.000 milhões, o que representa um crescimento significativo em comparação aos anos anteriores. Apesar de seu valor monetário, a aquisição da Nintendo teria sido complicada devido ao seu prestígio de marca, tradição e legado.

Quanto aos documentos vazados, a Comissão Federal de Comércio se desvinculou de qualquer responsabilidade e afirmou que foi a Microsoft quem carregou os arquivos erroneamente no site do Tribunal Federal do Distrito Norte da Califórnia.

Fontes: NBC News