Este ano, a PlayStation lançou um número mínimo de jogos, deixando os fãs da marca um pouco insatisfeitos. Além da expansão de Horizon Forbidden West e do próximo lançamento de Spider-Man 2 em outubro, a empresa tem dado muita ênfase aos jogos como serviço, o que tem incomodado alguns.

Durante uma apresentação anterior, vários jogos foram mostrados com foco em oferecer uma entrada gratuita, mas que exigiam pagamentos adicionais para progredir e expandir a experiência. Isso representa uma mudança abrupta na filosofia da Sony, uma vez que eles eram líderes em fornecer experiências para um único jogador.

De acordo com relatórios da Bloomberg, a empresa não está alcançando os resultados esperados nesta geração de consoles. Além disso, a notícia de que Jim Ryan deixará seu cargo como CEO tem gerado preocupação, pois não há planos claros para grandes jogos além de Marvel’s Wolverine e possivelmente a terceira parte de The Last of Us, que ainda está em estágios iniciais.

A Sony está levando seu novo modelo de negócios a sério, com 12 jogos em desenvolvimento, dos quais seis já foram mostrados. Espera-se que os jogos restantes contem com nomes reconhecidos das sagas da marca, o que sugere a possível inclusão de Horizon Zero Dawn. Também foi relatado que a marca lançará um jogo multiplayer nas próximas semanas.

É preocupante que a PlayStation tenha decidido seguir por esse caminho, que não tem agradado seus próprios fãs. Espera-se que o novo CEO tome melhores decisões e volte a priorizar as experiências para um único jogador na equação.

Fonte: Bloomberg