Resumo da Conferência: Frauscher Dia da Tecnologia 2014

Resumo da Conferência: Frauscher Dia da Tecnologia 2014

Nós da Companhia Metro Américas estamos muito felizes por termos recebido o convite para participar do primeiro dia anual de Tecnologia, que foi organizada pela Frauscher, na capital tecnológica brasileira São Carlos na semana passada. Todos os principais operadores ferroviários do Brasil, incluido MRS Logística, Transnordestina, América Latina Logística (ALL) e Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), foram bem representados no evento, que foi presidido por Vicente Abate, presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (ABIFER).

A conferencia foi inaugurada pelo Diretor geral da frauscher na Amėrica latina, Maicon Ferrari e Michael Tiel , CEO , que deram as boas vindas aos operadores de sistemas ferroviários, fornecedores de tecnologia e profissionais de ferrovia que vieram de todos os cantos do Brasil para estar presentes neste encontro inaugural.

Frauscher e Michael Thiel agradeceram os participantes por seu grande interesse no evento: “Nós estamos contentes que tantos especialistas da industria de trem aceitaram nosso convite para o primeiro Dia da Tecnologia no Brasil. Além de palestras interessantes, você também poderá presenciar produtos e sistemas ao vivo na exibição. Aproveite a oportunidade para trocar informações e experiências com outros especialistas, e a possibilidade de fazer mais contatos”.

Em seu discurso de abertura, Maicon Ferrari, Diretor Executivo da Frauscher para América Latina, bem como o anfitrião do evento, abordou sobre a presença global da Frauscher em todos os 5 continentes, em mais de 70 países.

Ressaltou ainda que a companhia é líder mundial na tecnologia de detecção de rodas e contagem de eixos para diversas aplicações, sejam elas metrô, linha principal, industrial, VLT, etc.

Na oportunidade também destacou o trabalho que a Frauscher vem desenvolvendo com os operadores locais.

“O time da Frauscher trabalha com o operador para entender, em detalhe, a instalação e desenvolve, junto com o cliente a melhor solução. Somos uma empresa Global que personaliza soluções para atender a todos os requerimentos. Conhecer os desafios locais e as expectativas do cliente são essenciais para o design perfeito do projeto” destacou Maicon.

No Brasil, a Frauscher conta com um expressivo número de instalações que vai desde o VLT de Cuiabá, ao Metrô de São Paulo, e instalações em diversas aplicações com a ALL, maior operadora ferroviária no Brasil. ̈É gratificante trabalhar com a Frauscher, porque a empresa já está no mercado há trinta anos e desafios climáticos, zonas de inundação, interferências eletromagnéticas são desafios vencidos que não configuram um problema e podem ser constatados nas instalações que temos no Brasil. ̈ Comenta Maicon.

Seguindo a filosofia da companhia de estar sempre próximo ao cliente, a Frauscher inaugurou em São Carlos, São Paulo, a sede da Frauscher Sensor Tecnology Brasil que será responsável por fazer o planejamento do projeto com os clientes, coodernar toda a importação e transporte e oferecer treinamento, assistência em instalação e manutenção, estoque de equipamentos, além de contar com uma equipe altamente qualificada e treinada para atender as demandas do mercado para América Latina.

Alguma das empresas que compartilharam suas experiências e competências no evento foram:

Passagem em nível – soluções seguras e inteligentes
Vinicius Monteiro, MPK

Uma das grandes dificuldades de um sistema de sinalização de segurança ferroviária é a confiabilidade no sistema que integra o processo de automação. E com um posicionamento diferenciado, a MPK Equipamentos Industriais atende as exigências mais precisas deste sistema, elaborando o 3SF – Sistema de Sinalização de Segurança Ferroviário, passagem em nível de alta qualidade tecnológica com equipamentos de última geração.

Para a detecção do trem, contagem de eixo, cálculo de velocidade e zona de ocupação a MPK utiliza o sensor contador de eixos da Frauscher Sensor Technology.

Esse sensor é certificado SIL4 e conta com a fixação tipo garra que agrega menor agressão a via e diminui o tempo de instalação, garantindo alta segurança e confiabilidade para o sistema.

Aliando segurança e tecnologia, desenvolvemos características importantes ao sistema automatizado de cruzamentos rodoferroviários. Dessa maneira realizamos a produção de todos os equipamentos que envolvem uma PN, como por exemplo o sinalizador sonoro digital (SSD), uma tecnologia plug and play que reduz manutenção e realiza de forma automática a redução do volume sonoro em horários noturnos.

Através do Sistema de Retorno de Falhas (SRF) é possível monitorar de forma inteligente todo o hardware da passagem em nível, como por exemplo porta focos, sinalizador sonoro e outros. Esse sistema identifica e informa erros no sistema como queima de led’s do porta foco ou mal funcionamento.

O SRF integra o supervisório 3SF e a passagem em nível passa a ser totalmente monitorada. O sistema de supervisório permite a visualização de quantas passagens forem necessárias e mostra informações sobre ocupação de via, velocidade do trem,

número de eixos e funcionamento da passagem. Através do supervisório é possível gerar relatórios e organizar de forma mais precisa as manutenções necessárias para manter o equipamento operante.

Com posicionamento de vanguarda, a MPK alia alta tecnologia exclusiva, segurança e confiabilidade com sustentabilidade e responsabilidade na elaboração de soluções para linha férrea.

Smart Green
Marcelo Egawa, Smart Green

A Smartgreen é uma empresa 100% brasileira especializada em inovações tecnológicas e que surgiu no desenvolvimento de cidades inteligentes. Localizada na cidade de Curitiba, desenvolve projetos nas áreas de Cidades Inteligentes, Energia e Ferrovias. Possui grande expertise em soluções de monitoramento remoto, telemetria e automação, utilizando-se de tecnologia sem fio. O grande diferencial é a personalização das soluções de acordo com as reais necessidades dos clientes, assumindo toda a responsabilidade do projeto (fim a fim).

Tem desenvolvido na área ferroviária diversas soluções juntamente com grandes operadoras de ferrovias. Dentre alguns dos projetos podemos citar: Monitoramento de sistemas de detecção de descarrilamento, monitoramento do sistema de Mudança de Vias, Passagem em nível monitoradas, rastreamento de locomotivas e ativos, sistema de medição do tamanho da composição, além de integração de hardware e software.

Estabeleceu recentemente uma forte parceria com uma das maiores fabricantes de sensores de roda e contadores de eixos, a Frauscher, parceria esta que renderá muitos frutos num futuro bem próximo.

Se existe uma necessidade, independente do tamanho do projeto, a Smartgreen com certeza poderá lhe ajudar.

Smartgreen – Soluções + inteligentes

Signal & System Technik
Bruno Rodrigues de Andrade, SST

A SST (Signal & System Technik), uma companhia do grupo Voestalpine, empresa líder de mercado e tecnologia em sistemas de monitoramento de material rolante e de via, e que está presente em mais de 33 países, desenvolve diversas tecnologias para o aumento da segurança e redução de custos operacionais das operadoras de ferrovias, tais como: detectores de caixa quente e de roda quente (Phoenix MB), sistema de detecção de defeitos em rodas e pesagem dinâmica do trem (Atlas FO), detector de arrasto (DED).

Em todo o mundo, somos um parceiro confiável para as empresas ferroviárias e oferecemos soluções individuais dentrodos campos de suporte de aplicações, planejamento de projetos e serviços.

A SST também pode desenvover soluções customizaveis, como o monitoramento de caixa quente para bitola mista (solução para três trilhos) onde o sistema seleciona através da identificação da bitola

quais sensores serão utilizados na medição da temperatura dos rolamentos e rodas de um trem que está passando sobre a bitola estreita (1000 mm) ou sobre a bitola larga (1600 mm) e também como o sistema Phoenix MB consegue realizar medições em trens com velocidades muito baixas ou parando sobre o equipamento até velocidades de até 450 km/h.

O sistema de identificação de equipamentos arrastado (DED) para a correta identificação da posição do equipamento que está sendo arrastado pelo trem utilizando a contagem dos eixos.

ART – Inovação Tecnológica
Cesar Leandro Prato, ART – Alta Rail Technology

Alta Rail Technology (ART) apresentou a empresa que é resultado da fusão de três empresas do segmento de tecnologia ferroviária: Daiken Ferrovias + Engesis + ALL Rail Tech. Nascida dentro de uma ferrovia e com presença no cenário mundial, a ART fornece soluções ferroviárias integradas que agregam valor atendendo a pelo menos um dos seguintes aspectos: Redução de Custos, Produtividade e Segurança. Com mais de 15 anos de experiência no Mercado Ferroviário e sempre atendendo às necessidades dos clientes, as soluções ART estão presentes em 16 Centros de Controle e mais de 3000 locomotivas em quatro continentes do mundo.

Com um desenvolvimento tecnológico avançado e contínuo, a ART apresentou novos produtos recentemente lançados no mercado: um EOT com GPS incluso, permitindo uma série de funcionalidades de segurança e produtividade, como a redução de tempo de cruzamento de trens quando integrado ao computador de bordo da ART, assim como uma interface GPRS que permite o envio de informações de posicionamento para rastrear o equipamento; um novo Detector de Descarrilamento e um equipamento de Sinalização de Chave de Mola, ambos baseados na arquitetura Chameleon (PLC Ferroviário) desenvolvida pela ART, trazendo fortes ganhos de segurança operacional e produtividade para a ferrovia.